Sexualidade
Domain

Direitos Sexuais e Reprodutivos - Prevenção de Relações Abusivas

Paragraph
Prevenção de Relações Abusivas

Nos vários ambientes que a escola proporciona, crianças e jovens experimentam a sua sexualidade, quer seja nas suas brincadeiras, no estudo e nos namoros, mas também na relação com a restante comunidade educativa. Ela está presente nas conversas, nos jogos, nas quezílias, mas também nos conhecimentos científicos. (…) para, através de acontecimentos emocionais estruturados, construir modelos que promovam os valores e os direitos sexuais, sobre os quais os jovens possam desenvolver a sua própria identidade e o respeito para com os outros.

(…)

O respeito por si e pelo outro, a justiça, a equidade e a verdade, são valores morais universais na base da Declaração Universal dos Direitos Humanos que promovem a tolerância e a aceitação (...)

Os Direitos Sexuais e Reprodutivos são componentes dos Direitos Humanos relacionados com a sexualidade e a reprodução, que incluem os direitos à liberdade, à privacidade, à saúde, à liberdade de pensamento e expressão, à educação e informação, à integridade e dignidade de todas as pessoas, incluem o direito de, sem coação, discriminação e violência, obter os melhores cuidados de saúde sexual e reprodutiva; procurar, receber e transmitir informações em relação à sexualidade; à educação sexual; o respeito pela integridade corporal; à escolha do parceiro; decidir ter ou não atividade sexual; ter relações sexuais consentidas; decidir sobre se quer ou não ter filhos e quando; e a perseguir uma vida sexual satisfatória e segura.

No contexto deste subdomínio, para a prevenção de relações abusivas, é fundamental lembrar que: A violência pode ser ativa ou passiva, verbal ou agida, psicológica ou física. Há relações violentas entre indivíduos, mas também ambientes violentos que afetam outras pessoas de forma indireta. Na violência há sempre um problema de poder; uma assimetria que é usada como fonte de abuso e de triunfo da força sobre a fragilidade.

Na escola as aprendizagens sobre os valores do respeito, tolerância e partilha assumem um papel central na promoção dos afetos e da saúde sexual e na prevenção da violência neste contexto.
Educar para os valores é incorporar na vida das crianças e dos jovens dimensões pessoais, sociais, morais e éticas que vão reger o exercício da liberdade responsável, da cidadania plena e de saúde sustentável.

Adaptado de:  Referencial de Educação para a Saúde (2017)

 

Projetos 

# Em Cascais desenvolveu-se um projeto- Kit pedagógico - PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA NAS RELAÇÕES DE INTIMIDADE JUVENIL, ferramenta a utilizar pelas escolas, que está disponível em:

 

Kit de Prevenção Violência na Intimidade Juvenil
Kit pedagógico - Prevenção da Violência nas Relações de Intimidade Juvenil

 

# O Unlove é um jogo digital, de sensibilização e prevenção da violência no namoro. Resulta de um projeto do MDM (Unlove/Unpop), financiado pela Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade, e conta com a colaboração da Universidade de Aveiro, nomeadamente do Departamento de Comunicação e Arte e do Digimedia (Centro de Investigação em Media Digitais), disponível em:

jogo UNLOVE
Jogo UNLOVE