Mundo do Trabalho

Recursos

A EU-OSHA é a agência de informação da União Europeia em matéria de segurança e saúde no trabalho, desenvolvendo, reunindo e fornecendo informações, análises e ferramentas com vista a promover o conhecimento, a sensibilização e o intercâmbio de informações fiáveis e relevantes, incluindo boas práticas, em matéria de segurança e saúde no trabalho (SST) para responder às necessidades de todos quanto se dedicam às questões da SST. https://osha.europa.eu/pt/inqueritos-e-estatisticas-relativos-sst
A OIT possui um Departamento de Estatística, o ILOSTAT, dedicado ao tratamento de informação relacionado com o Mercado de Trabalho onde podem ser lidos temas como emprego informal, salário discriminado por hora, taxa de desemprego, Juventude NEET, trabalho infantil ou lesões ocupacionais. https://ilostat.ilo.org/data/
O INE, criado em 1935, é um instituto público de regime especial que tem por missão produzir e divulgar informação estatística oficial relevante para todos os cidadãos. No caso do Mundo do Trabalho, o INE permite obter informação estatística para este domínio através do separador «Estatísticas» https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_main. Este separador possui informação organizada por oito temas, sendo no tema «População e Sociedade» e no subtema «Mercado de Trabalho» que se pode consultar categorias como população ativa, população empregada ou taxa de desemprego.
Para uma leitura mais detalhada, por município, freguesia ou por NUT (Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos) pode igualmente ser consultada a base de dados selecionando depois o subtema «Mercado de Trabalho». https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_base_dados
O IEFP é o serviço público de emprego nacional e tem por missão promover a criação e a qualidade do emprego e combater o desemprego, através da execução de políticas ativas de emprego, nomeadamente de formação profissional.
Este instituto também disponibiliza um conjunto de publicações estatísticas relativas ao mercado de emprego, ao sistema de Avaliação das Medidas de Emprego e Formação Profissional e aos Indicadores de Atividade. https://www.iefp.pt/estatisticas
O Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) promove e realiza investigação e estudos prospetivos que contribuam para a definição e estruturação das estratégias, políticas, prioridades e objetivos do MTSSS e tem como uma das suas grandes áreas de intervenção, a produção e divulgação de informação estatística sobre as áreas de atuação do MTSSS.
Informação sobre dados estatísticos, inquéritos e boletins estatísticos relevantes para o domínio do Mundo do Trabalho. http://www.gep.mtsss.gov.pt/calendario
A Fundação, criada em 2009 por Alexandre Soares dos Santos e família, visa promover o conhecimento e a divulgação de dados estatísticos. Com este desiderato desenvolve o projeto permanente PORDATA – Base de Dados Portugal Contemporâneo, pondo à disposição dos cidadãos informação quantitativa, no caso da PORDATA. Nesta base de dados pode ser consultada, no tema emprego e mercado de trabalho, informação sobre Portugal e sobre a Europa.
A Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho é uma agência tripartida da União Europeia que tem como missão disponibilizar conhecimentos para ajudar a desenvolver melhores políticas sociais, de emprego e laborais. A Eurofound foi criada em 1975 com a missão de contribuir para a conceção e o estabelecimento de melhores condições de vida e de trabalho na Europa. Atualmente desenvolve trabalho nos temas: condições de trabalho e trabalho sustentável; relações laborais; mudança do mercado de trabalho; qualidade de vida e serviços públicos; era digital: oportunidades e desafios em matéria de trabalho e de emprego.
Através de três observatórios temáticos, EurWORK, EMCC e EurLIFE (https://www.eurofound.europa.eu/pt/observatories), a Eurofound recolhe dados e informações que permitem uma publicação regular de estudos (https://www.eurofound.europa.eu/pt/publications). Dados e outros recursos (https://www.eurofound.europa.eu/pt/data).
O Eurostat, autoridade estatística da União Europeia, foi criado em 1953 e é atualmente uma Direcção-Geral (DG) da Comissão Europeia que tem como papel fundamental fornecer estatísticas à Comissão e às outras instituições europeias para que possam ser definidas, implementadas e analisadas as políticas comunitárias. Na sua base de dados (https://ec.europa.eu/eurostat/data/database) pode ser consultado o separador «Cross Cutting Topics), na qual se encontra outros separadores relacionados com o domínio Mundo do Trabalho: Safety and ethics of employment; Income and benefits from employment; Working time and work-life balance; Security of employment and social protection; Social dialogue; Skills development and training; Employment-related relationships and work motivation.
A Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT), um serviço da administração central do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS), dotado de autonomia administrativa, desenvolve trabalho nas seguintes áreas de atuação: emprego e formação profissional, incluindo o reconhecimento das qualificações profissionais; certificação de entidades formadoras; condições de trabalho; relações profissionais – prevenção de conflitos coletivos de trabalho e promoção do diálogo social; relações laborais – promoção da contratação coletiva.
É nas áreas da contratação coletiva, prevenção de conflitos coletivos, despedimentos coletivo, conciliação, avisos prévios de greves e mediação e remunerações convencionais que se encontra disponível informação estatística (https://www.dgert.gov.pt/estudos-e-estatisticas)
A Organização Internacional do Trabalho desenvolve o seu trabalho com vista a reduzir a pobreza, promover uma globalização justa e melhorar as oportunidades para que mulheres e homens possam ter acesso a um trabalho digno e produtivo em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana.
A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE visa a construção de melhores políticas para uma vida melhor. O seu objetivo é moldar políticas que promovam prosperidade, igualdade, oportunidade e bem-estar para todos.
A OCDE, através da campanha "Eu sou o trabalho do futuro", procura contribuir para uma visão positiva do trabalho do futuro. Esta campanha pretende reunir perspetivas e ideias das pessoas sobre o trabalho e promover conversas orientadas para soluções entre setores e países, para a construção de um mundo do trabalho melhor para todos.
Rede europeia de informação sobre educação. Tem como função disponibilizar informação fiável e atualizada, assim como uma análise comparativa dos sistemas e das políticas educativas Europeias. É constituída por 42 Unidades Nacionais, sediadas nos 38 países que participam no Programa Europeu de Aprendizagem ao Longo da Vida.
Instituída em 1993, é uma rede europeia de serviços de emprego e de outras organizações com responsabilidades na área do emprego a nível europeu, que visa facilitar a mobilidade dos trabalhadores e promover o ajustamento, a nível transnacional e transfronteiriço, entre ofertas e pedidos de emprego numa área geográfica de intervenção que integra atualmente 32 países: os 28 Estados-Membros da União Europeia, os restantes 3 países do Espaço Económico Europeu e a Suíça.
O objetivo do Pilar Europeu dos Direitos Sociais é conferir aos cidadãos novos direitos, mais eficazes, com base em 20 princípios fundamentais estruturados em três categorias: igualdade de oportunidades e acesso ao mercado de trabalho, condições de trabalho justas, proteção e inclusão sociais.
Agenda Social - Publicação trimestral que dá uma visão geral da ação da Comissão Europeia nas áreas do emprego, dos assuntos sociais e da inclusão. Cada número contém um dossiê especial sobre um tema da atualidade, bem como análises e entrevistas.
Agência da UE que apoia os países vizinhos da União Europeia na reforma dos seus sistemas de ensino e formação e do mercado de trabalho.
Uma das entidades responsáveis por executar a missão das Nacões Unidas: promover a paz, a justiça e a igualdade, aliviar a pobreza, criar maior coesão social. O Centro ajuda, assim, os Estados-Membros a desenhar políticas e práticas educativas e formativas para o mundo do trabalho e a desenvolver competências para a empregabilidade e a cidadania.